17 de dezembro de 2017

MARTIN RANSOHOFF (1927-2017), Produtor


O produtor americano Martin Ransohoff morreu no dia 13 de dezembro, em Bel-Air, Califórnia, aos 90 anos.

Ransohoff participou da produção de 35 filmes, nos EUA e na Inglaterra, entre 1962 e 1997. Dentre sua filmografia se destacam "Não Podes Comprar o Meu Amor" (The Americanization of Emily, EUA, 1964), "Adeus às Ilusões" (The Sandpiper, EUA, 1965), "A Mesa do Diabo" (The Cincinnati Kid, EUA, 1965), "A Dança dos Vampiros" (Dance of the Vampires, EUA/Reino Unido, 1967), "Todas as Noites às Nove" (Our Mother's House, Reino Unido, 1967), "Hamlet" (Idem, Reino Unido, 1969), "Ardil 22" (Catch-22, EUA, 1970), "O Estrangulador de Rillington Place" (10 Rillington Place, Reino Unido, 1971), "Sonhos do Passado" (Save the Tiger, EUA, 1973) e "A Gangue da Pesada" (The Wanderers, EUA, 1979).

Martin Nelson Ransohoff nasceu em 7 de julho de 1927, em New Orleans, Louisiana. Deixou viúva a mulher do seu segundo casamento. Tinha quatro filhos do primeiro casamento.

(Foto: Sharon Tate e Roman Polanski em "A Dança dos Vampiros".)

15 de dezembro de 2017

Oscar 2018: A Lista dos Filmes em Língua Estrangeira Pré-Indicados


A importância do Oscar fica evidente quando se sabe que, neste ano, 92 países submeteram filmes para disputarem uma indicação ao prêmio de melhor filme em língua estrangeira. A lista das 92 produções foi reduzida a nove filmes, que são os pré-indicados a disputarem uma vaga entre os cinco que serão finalistas. Mais uma vez, o filme apresentado pelo Brasil ficou de fora.
A seguir, a relação dos nove pré-indicados:

1 - Pelo CHILE: "Uma Mulher Fantástica" (Una Mujer Fantástica,  Chile/Alemanha/Espanha/EUA, 2017), de Sebastián Lelio

2 - Pelo SENEGAL: "Félicité" (Sem título no Brasil, França/Bélgica/ Senegal/Alemanha/Líbano, 2017), de Alain Gomis

3 - Por ISRAEL: "Foxtrot" (Sem título no Brasil, Israel/Suíça/ Alemanha/França, 2017), de Samuel Maoz

4 - Pela ALEMANHA: "Em Pedaços" (Aus dem Nichts, Alemanha/ França, 2017), de Fatih Akin

5 - Pelo LÍBANO: "L'insulte" (Sem título no Brasil, França/Bélgica/ Chipre/Líbano/EUA, 2017), de Ziad Doueiri

6 - Pela RÚSSIA: "Nelyukov" (Sem título no Brasil, Rússia/França/ Alemanha/Bélgica, 2017), de Andrey Zvyagintsev

7 - Pela HUNGRIA: "Corpo e Alma" (Teströl és lélekröl, Hungria, 2017), de Ildikó Enyedi

8 - Pela SUÉCIA: "The Square - A Arte da Discórdia" (The Square, Suécia/Alemanha/França/Dinamarca, 2017), de Ruben Östlund

9 - Pela ÁFRICA DO SUL: "Inxeba" (Sem título no Brasil, África do Sul/Alemanha/Holanda/França, 2017), de John Trengove.

14 de dezembro de 2017

Os 25 Filmes Escolhidos pela Biblioteca do Congresso Americano em 2017


Desde 1989, todo mês de dezembro a Biblioteca do Congresso dos EUA seleciona 25 filmes considerados relevantes por sua importância cultural, social ou estética, e assume a responsabilidade pela sua preservação. Os títulos são escolhidos com base em sugestões do público ao saite da Biblioteca do Congresso e em consulta ao Conselho Nacional de Preservação de Filmes. Neste ano, o público indicou 5.200 títulos. Com os títulos de 2017, o total de filmes selecionados já chegou a 725.
A seguir, a relação dos 25 filmes selecionados:

1 - "Interior New York Subway, 14th Street to 42nd Street" (Documentário de curta-metragem, sem título no Brasil, 1905), do cinegrafista Billy Bitzer

2 - "O Naufrágio do Lusitania" (The Sinking of the Lusitania, desenho-animado de curta-metragem, 1918), de Winsor McCay

3 - "Fuentes Family Home Movies Collection" (Filmagens domésticas de uma família do Texas, sem título no Brasil, décadas de 1920 e 1930)

4 - "Ironia da Sorte" (He Who Gets Slapped, 1924), de Victor Sjöstrom

5 - "With the Abraham Lincoln Brigade in Spain" (Documentário, sem título no Brasil, 1937-1938), de Henri Cartier-Bresson e Herbert Kline

6 - "O Paraíso Infernal" (Only Angels Have Wings, 1939), de Howard Hawks

7 - "Dumbo" (Idem, 1941), desenho-animado de Walt Disney

8 - "A Luz É para Todos" (Gentleman's Agreement, 1947), de Elia Kazan

9 - "A Montanha dos Sete Abutres" (Ace in the Hole, 1951), de Billy Wilder

10 - "Spartacus" (Idem, 1960), de Stanley Kubrick

11 - "Adivinhe Quem Vem para Jantar" (Guess Who's Coming to Dinner, 1967), de Stanley Kramer

12 - "Wanda" (Sem título no Brasil, 1970), de Barbara Loden

13 - "Lives of Performers" (Sem título no Brasil, 1972), de Yvonne Rainer

14 - "Time and Dreams" (Sem título no Brasil, 1976), de Mort Jordan (Observação: A relação de 2016 continha filme com este mesmo título e de igual ano.)

15 - "Superman - O Filme" (Superman, 1978), de Richard Donner

16 - "Boulevard Nights" (Sem título no Brasil, 1979), de Michael Pressman

17 - "Os Goonies" (The Goonies, 1985), de Richard Donner

18 - "La Bamba" (Idem, 1987), de Luis Valdez

19 - "A Vida e a Música de Thelonious Monk" (Thelonious Monk: Straight, No Chaser, 1988), documentário de Charlotte Zwerin

20 - "Duro de Matar" (Die Hard, 1988), de John McTiernan

21 - "Campo dos Sonhos" (Field of Dreams, 1989), de Phil Alden Robinson

22 - "Não Durma Nervoso" (To Sleep with Anger, 1990), de Charles Burnett

23 - "Quatro Meninas" (4 Little Girls, 1997), documentário de Spike Lee

24 - "Titanic" (Idem, 1997), de James Cameron

25 - "Amnésia" (Memento, 2000), de Christopher Nolan.

13 de dezembro de 2017

HOWARD GOTTFRIED (1923-2017), Produtor


O produtor americano Howard Gottfried morreu no dia 8 de dezembro, em Los Angeles, de complicações decorrentes de derrame cerebral. Tinha 94 anos.

Gottfried participou da produção de sete filmes, dentre os quais se destacam "Hospital" (The Hospital, 1971), "Rede de Intrigas" (Network, 1976), "Viagens Alucinantes" (Altered States, 1980), "Dublê de Corpo" (Body Double, 1984) e "Essa Estranha Atração" (Torch Song Trilogy, 1988).

Howard Gottfried nasceu em 13 de novembro de 1923, em Nova York.

11 de dezembro de 2017

Globo de Ouro 2018: A Lista dos Indicados

A Associação de Imprensa Estrangeira de Hollywood divulgou hoje a relação dos indicados ao prêmio Globo de Ouro. A cerimônia de premiação está prevista para o dia 7 de janeiro.
A seguir, a lista dos concorrentes do cinema:

1 - Melhor Filme (drama):
a) "Me Chame pelo Seu Nome" (Call Me by Your Name, Itália/França/ Brasil/EUA, 2017), de Luca Guadagnino
b) "Dunkirk" (Idem, Reino Unido/Holanda/França/EUA, 2017), de Christopher Nolan
c) "The Post - A Guerra Secreta" (The Post, EUA, 2017), de Steven Spielberg
d) "A Forma da Água" (The Shape of Water, EUA, 2017), de Guillermo del Toro
e) "Três Anúncios para um Crime" (Three Billboards Outside Ebbing, Missouri, Reino Unido/EUA, 2017), de Martin McDonagh

2 - Melhor Filme (comédia ou musical):
a) "Artista do Desastre" (The Disaster Artist, EUA, 2017), de James Franco
b) "Corra!" (Get Out, Japão/EUA, 2017), de Jordan Peele
c) "O Rei do Show" (The Greatest Showman, EUA, 2017), de Michael Gracey
d) "I, Tonya" (Sem título no Brasil, EUA, 2017), de Craig Gillespie
e) "Lady Bird - É Hora de Voar" (Lady Bird, EUA, 2017), de Greta Gerwig

3 - Melhor Diretor:
a) Guillermo del Toro, por "A Forma da Água"
b) Martin McDonagh, por "Três Anúncios para um Crime"
c) Christopher Nolan, por "Dunkirk"
d) Ridley Scott, por "Todo o Dinheiro do Mundo" (All the Money in the World, EUA, 2017)
e) Steven Spielberg, por "The Post - A Guerra Secreta"

4 - Melhor Atriz (drama):
a) Jessica Chastain, por "A Grande Jogada" (Molly's Game, EUA, 2017), de Aaron Sorkin
b) Sally Hawkins, por "A Forma da Água"
c) Frances McDormand, por "Três Anúncios para um Crime"
d) Meryl Streep, por "The Post - A Guerra Secreta"
e) Michelle Williams, por "Todo o Dinheiro do Mundo"

5 - Melhor Ator (drama):
a) Timothée Chalamet, por "Me Chame pelo Seu Nome"
b) Daniel Day-Lewis, por "Trama Fantasma" (Phantom Thread, EUA, 2017), de Paul Thomas Anderson
c) Tom Hanks, por "The Post - A Guerra Secreta"
d) Gary Oldman, por "O Destino de uma Nação" (Darkest Hour, Reino Unido, 2017), de Joe Wright
e) Denzel Washington, por "Roman J. Israel, Esq." (Sem título no Brasil, EUA, 2017), de Dan Gilroy

6 - Melhor Atriz (comédia ou musical):
a) Judi Dench, por "Victoria e Abdul - O Confidente da Rainha" (Victoria & Abdul, Reino Unido/EUA, 2017), de Stephen Frears
b) Helen Mirren, por "The Leisure Seeker" (Sem título no Brasil, Itália/ França, 2017), de Paolo Virzi
c) Margot Robbie, por "I, Tonya"
d) Saoirse Ronan, por "Lady Bird - É Hora de Voar"
e) Emma Stone, por "A Guerra dos Sexos" (Battle of the Sexes, Reino Unido/EUA, 2017), de Jonathan  Dayton e Valerie Faris

7 - Melhor Ator (comédia ou musical):
a) Steve Carell, por "A Melhor Escolha" (Last Flag Flying, EUA, 2017), de Richard Linklater
b) Ansel Elgort, por "Em Ritmo de Fuga" (Baby Driver, Reino Unido/ EUA, 2017), de Edgar Wright
c) James Franco, por "Artista do Desastre"
d) Hugh Jackman, por "O Rei do Show"
e) Daniel Kaluuya, por "Corra!"

8 - Melhor Atriz Coadjuvante:
a) Mary J. Blige, por "Mudbound" (Sem título no Brasil, EUA, 2017), de Dee Rees
b) Hong Chau, por "Pequena Grande Vida" (Downsizing, Noruega/EUA, 2017), de Alexander Payne
c) Allison Janney, por "I, Tonya"
d) Laurie Metcalf, por "Lady Bird - É Hora de Voar"
e) Octavia Spencer, por "A Forma da Água"

9 - Melhor Ator Coadjuvante:
a) Willem Dafoe, por "Projeto Flórida" (The Florida Project, EUA, 2017), de Sean Baker
b) Armie Hammer, por "Me Chame pelo Seu Nome"
c) Richard Jenkins, por "A Forma da Água"
d) Christopher Plummer, por "Todo o Dinheiro do Mundo"
e) Sam Rockwell, por "Três Anúncios para um Crime"

10 - Melhor Roteiro:
a) Guillermo del Toro e Vanessa Taylor, por "A Forma da Água"
b) Greta Gerwig, por "Lady Bird - É Hora de Voar"
c) Liz Hannah e Josh Singer, por "The Post - A Guerra Secreta"
d) Martin McDonagh, por "Três Anúncios para um Crime"
e) Aaron Sorkin, por "A Grande Jogada"

11 - Melhor Trilha Musical:
a) Carter Burwell, por "Três Anúncios para um Crime"
b) Alexandre Desplat, por "A Forma da Água"
c) Jonny Greenwood, por "Trama Fantasma"
d) John Williams, por "The Post - A Guerra Secreta"
e) Hans Zimmer, por "Dunkirk"

12 - Melhor Filme de Animação:
a) "O Poderoso Chefinho" (The Boss Baby, EUA, 2017), de Tom McGrath
b) "The Breadwinner" (Sem título no Brasil, Irlanda/Canadá/ Luxemburgo, 2017), de Nora Twomey
c) "Viva - A Vida É uma Festa" (Coco, EUA, 2017), de Lee Unkrich e Adrian Molina
d) "O Touro Ferdinando" (Ferdinand, EUA, 2017), de Carlos Saldanha
e) "Com Amor, Van Gogh" (Loving Vincent, Reino Unido/Polônia, 2017), de Dorota Kobiela e Hugh Welchman

13 - Melhor Filme em Língua Estrangeira:
a) "Uma Mulher Fantástica" (Una Mujer Fantástica, Chile/Alemanha/ Espanha/EUA, 2017), de Sebastián Lelio
b) "First They Killed My Father: A Daughter of Cambodia Remembers" (Sem título no Brasil, Camboja/EUA, 2017), de Angelina Jolie
c) "Em Pedaços" (Aus dem Nichts, Alemanha/França, 2017), de Fatih Akin
d) "Loveless" (Nelyukov, Rússia/França/Alemanha/Bélgica, 2017), de Andrey Zvyagintsev
e) "The Square" (Sem título no Brasil, Suécia/Alemanha/França/ Dinamarca, 2017), de Ruben Östlund

14 - Melhor Canção Original:
a) Nick Jonas, Justin Tranter e Nick Monson, por "Home" - do filme "O Touro Ferdinando"
b) Raphael Saadiq e Mary J. Blige, por "Mighty River" - do filme "Mudbound"
c) Kristen Anderson-Lopez e Robert Lopez, por "Remember Me" - do filme "Viva - A Vida É uma Festa"
d) Mariah Carey e Marc Shaiman, por "The Star" - do filme "A Estrela de Belém" (The Star, EUA, 2017), de Timothy Reckart
e) Benj Pasek e Justin Paul, por "This Is Me" - do filme "O Rei do Show".

(Foto: Google Imagens.)

EVA TODOR (1919-2017), Atriz


A atriz brasileira Eva Todor morreu de pneumonia, no dia 10 de dezembro, no Rio de Janeiro, aos 98 anos. Ela sofria dos males de Parkinson e Alzheimer.

Uma das grande damas do teatro, que lhe deu o prêmio Molière de melhor atriz, e da TV, Eva Todor apareceu em apenas quatro filmes, sendo três deles produzidos no Brasil e um em Portugal: "Os Dois Ladrões" (Brasil, 1960), de Carlos Manga, "Pão, Amor e... Totobola" (Portugal, 1964), de Henrique Campos, "Xuxa Abracadabra" (Brasil, 2003), de Moacyr Góes, e "Meu Nome Não É Johnny" (Brasil, 2008), de Mauro Lima.

Nasceu Eva Fódor em 9 de novembro de 1919, em Budapeste, Hungria, mas se mudou com a família para o Brasil em 1929, e se naturalizou brasileira em 1940. Há fontes que dão seu nascimento em 9 de setembro de 1922. Era duas vezes viúva e não tinha filhos.

(Foto: Google Imagens.)

9 de dezembro de 2017

STEVE REEVIS (1962-2017), Ator



O ator americano Steve Reevis morreu no dia 7 de dezembro, em Missoula, Montana, aos 55 anos. A causa da morte não foi divulgada.

Reevis, índio da tribo dos Blackfeet, atuou no cinema entre 1988 e 2015, e boa parte dos filmes são faroestes. Dentre sua filmografia de 18 títulos se destacam "Irmãos Gêmeos" (Twins, 1988), "Dança com Lobos" (Dances with Wolves, 1990), "The Doors" (Idem, 1991), "Gerônimo - Uma Lenda Americana" (Geronimo: An American Legend, 1993), "O Último dos Bravos" (Last of the Dogmen, 1995), "Fargo" (Idem, 1996), pelo qual ganhou o prêmio Primeiros Americanos nas Artes como melhor ator coadjuvante, e "Desaparecidas" (The Missing, 2003).

Steve Reevis nasceu em 14 de agosto de 1962, em Browning, Montana, na reserva dos índios Blackfeet. Deixou viúva e quatro filhos.

(Foto: Google Imagens.)

8 de dezembro de 2017

JOHNNY HALLYDAY (1943-2017), Ator e Cantor

O ator e lenda do rock francês Johnny Hallyday morreu no dia 6 de dezembro, em Marnes-la-Coquette, França. Tinha 74 anos.

Hallyday, maior ídolo do rock francês, estreou no cinema fazendo pequeno papel, não creditado, no filme "As Diabólicas" (Les diaboliques, 1955), de Henri-Georges Clouzot.

Sua filmografia conta mais de 30 filmes, entre os quais estão também "Malpertuis" (Idem, Bélgica/França/Alemanha Ocidental, 1971), de Harry Kümel, "A Aventura É uma Aventura" (L'aventure, c'est l'aventure, França/Itália, 1972), de Claude Lelouch, "O Animal" (L'animal, França, 1977), de Claude Zidi, "Detetive" (Détective, França/Suíça, 1985), de Jean-Luc Godard, "Uma Passagem para a Vida" (L'homme du train, França/Reino Unido/Alemanha/Japão, 2002), de Patrice Leconte, e "A Pantera Cor-de-Rosa 2" (The Pink Panther 2, EUA, 2009), de Harald Zwart.

Hallyday teve também a glória de protagonizar um spaghetti western, "O Especialista" (Gli specialisti, Itália/França/Alemanha Ocidental, 1969), de Sergio Corbucci.

Nasceu Jean-Philippe Léo Smet em 5 de junho de 1943, em Paris. Deixou viúva a atriz Laeticia Hallyday, mulher do seu quinto casamento, com quem tinha duas filhas adotivas. Tinha um filho do primeiro casamento, o também cantor e ator David Hallyday. Era pai da atriz Laura Smet, filha que teve fora do casamento, com a atriz Nathalie Baye.

2 de dezembro de 2017

ANA MARIA NASCIMENTO E SILVA (1952-2017), Atriz

A atriz e produtora brasileira Ana Maria Nascimento e Silva morreu de câncer no dia 30 de novembro, no Rio de Janeiro. Tinha 65 anos.

Ana Maria apareceu em 20 filmes, entre 1976 e 2011, e vários deles eram pornochanchadas, como "O Bem-Dotado - O Homem de Itu" (1978), de José Miziara.

Ela atuou em quatro filmes sob a direção de Paulo César Saraceni, seu marido: "Ao Sul do Meu Corpo" (1982), "Natal da Portela" (1988), "O Viajante" (1998) e "O Gerente" (2011).

Outro diretor com quem ela trabalhou mais de uma vez foi Djalma Limongi Batista, em três filmes: "Asa Branca - Um Sonho Brasileiro" (1980), "Brasa Adormecida" (1987) e "Bocage - O Triunfo do Amor" (1997).

Entre seus filmes mais interessantes estão "Ladrões de Cinema" (1977), de Fernando Coni Campos, "Os Trombadinhas" (1979), de Anselmo Duarte, e "Perdido em Sodoma" (1982), de Nilton Nascimento.

Ana Maria produziu dois filmes de Paulo César Saraceni, o já citado "O Viajante" e o documentário "Banda de Ipanema - Folia de Albino" (2003).

Ana Maria Nascimento e Silva nasceu em 12 de abril de 1952, no Rio de Janeiro. É preciso salientar que há controvérsia quanto ao ano de seu nascimento, assim como em relação ao número de filhos que tinha. Era viúva do diretor Paulo César Saraceni (1933-2012), com quem teve um filho.

(Foto: Google Imagens.)